WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados camara vitoria da conquistanatal cdl
Interesse Público

Rossetto palestra na Câmara e fala sobre atual situação política: “Não vai ter golpe, vai ter luta!”

O plenário da Câmara de Vereadores ficou lotado de pessoas que foram conferir a palestra do Ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, na noite de ontem (11). A palestra teve como tema “Seguridade e Políticas Sociais no Brasil, Desafios e Cenários”.

Participaram do evento o prefeito de Vitória da Conquista Guilherme Menezes, o deputado Waldenor Pereira (federal), o deputado Zé Raimundo (estadual), o tenente coronel Ivanildo Silva, o diretor do campus da UFBA de Vitória da Conquista Orlando Caires, o presidente da Câmara, Gilzete Moreira e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Terceirizados de Vitória da Conquista, Luciano Souza. Estiveram presentes também os prefeitos Guto Ribeiro, de Condeúba, Cloves Andrade, de Planalto, Leo Gambá, de Presidente Jânio Quadros, Neto Andrade de Ibiassucê, o vice-prefeito de Tanhaçu Valdívio Aguiar, o gerente regional do INSS, Arlindo Neto, além de vereadores, representantes de associações e outras lideranças políticas.

Durante a palestra, o ministro Miguel Rossetto comemorou a implantação de mais uma agência da Previdência Social no município de Planalto, inaugurada na tarde de ontem. É a 14ª agência da Previdência da região Sudoeste. Durante o evento, o deputado Zé Raimundo destacou a importância de mais uma agência para a região e da preocupação em melhorar as condições de emprego e previdência para os trabalhadores.

O deputado Waldenor Pereira comentou o atual cenário político e ressaltou a importância da união para a defesa da democracia. Para o deputado, Impeachment sem crime, é golpe: “A presidenta Dilma Rousseff não desviou recurso público, não mantêm contas ocultas no exterior, não recebeu propinas e não atentou contra a Constituição Brasileira.”

O ministro Miguel Rossetto reforçou o comentário de Waldenor: “Não vai ter golpe, vai ter luta. Não há nenhum crime, nenhuma investigação sobre a presidenta Dilma Rousseff, eleita por uma imensa maioria de 54 milhões de brasileiros e que conquistou um mandato de quatro anos, pra ser avaliado em 2018, como todos os prefeitos, governadores, vereadores, deputados. O golpe não é contra uma cidadã brasileira, o golpe é contra uma vontade popular, o golpe é um desrespeito contra uma maioria que elegeu uma representante de um programa de mudanças para o país”, afirmou. (Ascom deputado Waldenor Pereira e Zé Raimundo)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar