WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados camara vitoria da conquistanatal cdl
Geral

Política: Número de cidades baianas com prefeitas diminui nessa eleição

Por Alexandro Mota (Rede Bahia)

O número de prefeituras baianas comandadas por mulheres reduziu 12,5% nessa eleição em comparação com a última disputa municipal. No próximo ano elas tomam posse de 56 prefeituras, diferente das 64 conquistadas em 2012. Com esse resultado, as mulheres venceram em mais de 1/3 das cidades com alguma candidatura feminina (156 das 417 cidades baianas); mas representam apenas 13,4% das prefeituras do estado.

“Vinha ocorrendo um crescimento constante que agora oscilou, reduzindo, não só na Bahia mas em outros estados. Essa queda ocorre não só nas candidaturas de prefeitas, mas também de vereadoras”, dimensiona Sonia Jay Wright, pesquisadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Mulher (Neim) e professora do Bacharelado de Estudos em Gênero e Diversidade da Ufba. Em 2008 foram 47 candidaturas, o que na eleição seguinte representou um crescimento de 36%.

Nas cidades da Região Metropolitana de Salvador, além da reeleição da petista Jussara na cidade de Dias D’ávila, a professora Marlylda (PDT) assume em Itaparica e a então deputada federal Moema Gramacho (PT) volta ao comando de Lauro de Freitas. Com 43.951, Moema ficou em terceiro lugar em número de votos no ranking de todos os prefeitos. Mas foi no Centro-Sul baiano que as urnas registraram a maior aprovação feminina: com 94,27% dos votos, a advogada Dra. Elen Zite, 42 anos, será a nova prefeita de Anagé. Ela venceu a então prefeita Andreia Oliveira (PT), que ficou inelegível, e outros dois candidatos da cidade.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar