Conquista: Com apoio e coordenação da vereadora Nildma Ribeiro, Bloco “Maria Vem Cazoutras” chamará atenção para o combate à violência contra a mulher

Conquista: Com apoio e coordenação da vereadora Nildma Ribeiro, Bloco “Maria Vem Cazoutras” chamará atenção para o combate à violência contra a mulher
06 fevereiro 18:27 2018 Imprimir

O Bloco “Maria Vem Cazoutras” traz para a avenida o tema: “RESPEITA AS MINA” com o objetivo de chamar a atenção para o combate e o enfrentamento à violência contra a mulher.

O “Maria vem Cazoutras” lançará sua temática social no primeiro dia de festa e será puxado por Nandinha Freire e Banda, a partir das 19 h de domingo (11).

Para a União de Mulheres de Vitória da Conquista, entidade idealizadora e organizadora do bloco, a terceira edição do “Maria vem Cazoutras” no carnaval Cultural de Conquista representa um momento de empoderamento, autonomia e valorização feminina, dando visibilidade aos históricos problemas de gênero, manifestados, especialmente, pela violência contra a mulher, além de representar um ato cultural e político de projeção social.

Segundo as organizadoras, a intenção é sensibilizar as/os foliãs(ões), de forma descontraída, sobre a importância do combate à violência contra a mulher em todas as suas formas, além do combate ao machismo e ao autoritarismo. “Muita gente ainda acha normal puxões de cabelo e beijos forçados durante o carnaval, e o bloco vem também para combater essas formas de violência. Este é um momento importante para mostrar que a UMVC está atenta a essa questão”, ressaltou a Coordenadora do Bloco e diretora da UBM-BA, Nildma Ribeiro.

De acordo com a Presidenta da UMVC, Ivana Patrícia Almeida, será mais uma oportunidade de levar o tema da opressão feminina para o centro do debate. “Discutimos o combate à violência contra a mulher e as denúncias ao sistema patriarcal durante todo o ano e não poderia ser diferente no período do carnaval, especialmente tendo em vista a intensificação dos casos de violência e assédio às mulheres durante os festejos carnavalescos. Por se tratar de aspectos culturais que precisam ser repensados, abrir o carnaval levando esse debate através do lúdico, da música e da arte é mais uma tentativa de promover reflexões e transformações para a construção de uma sociedade de paz, livre da misoginia, do machismo, da homofobia e do racismo. Nossa intenção é contribuir para uma festa de alegria e respeito. Importante ainda lembrar que temos toda uma rede de apoio disponível caso qualquer mulher precise denunciar situações de violência”, completou.

O bloco conta com o apoio da Bahiagás, Deputados Fabrício Falcão, Alice Portugal e da Vereadora Nildma Ribeiro. (Fonte: Ascom Vereadora Nildma Ribeiro)



Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.