Conquista: Câmara comemora Dia Das Mães com sessão especial

Conquista: Câmara comemora Dia Das Mães com sessão especial
11 maio 18:59 2018 Imprimir

Por CMVC

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) homenageou as mães durante uma sessão especial sobre a data na manhã desta sexta-feira, 11. Durante a sessão, além da fala das três parlamentares mulheres da CMVC, que também são mães, e da vice-prefeita Irma Lemos, foram homenageadas de forma especial mulheres mães que são destaque no município, indicadas pelos 21 vereadores.

A vereadora Lúcia Rocha (DEM) destacou a importância social de discussões sobre as mães no Legislativo Municipal. “Essa sessão é de extrema relevância política e social. Isso porque Vitória da Conquista, a Bahia e o Brasil vivem momentos muito delicados. É com muita tristeza que vejo Conquista alcançar 50 homicídios em 4 meses. Quem está morrendo são jovens que deixaram não só suas mães enlutadas, mas todas as mães de Vitória da Conquista”, apontou Rocha.

A parlamentar defendeu o fortalecimento de políticas públicas que reduzam a criminalidade, garantindo os direitos sociais assegurados pelo Artigo 6º da Constituição Federal. Além disso, Lúcia apontou a necessidade de maior participação das mulheres na política. “Nós mulheres precisamos participar dos espaços de lideranças e ocupar espaços como esses aqui. Infelizmente nós só temos três mulheres num universo de 21 vereadores”, analisou.

A vice-prefeita de Vitória da Conquista, Irma Lemos, direcionou o seu discurso em apoio a todas as mães que tem filhos que são dependentes químicos. “Meus sentimentos a todas essas mães. Coragem e força a vocês”, desejou. “Sempre tenho dito: não somos mães apenas dos bons, aqueles que não dão trabalho. Somos mães de todos. Filho é filho. E hoje, choramos junto com essas mães”, pontuou. Irma sugere como alternativa inserir os jovens em práticas esportivas. “Essa é uma via para baixar a criminalidade”, disse. Na oportunidade, ela parabenizou as mães da terceira idade, que hoje, são também avós.

A vereadora Nildma Ribeiro (PCdoB) ressaltou a importância das mães no mundo. “Valorizar a mãe é efetivamente construir um futuro melhor”, disse ela, destacando o avanço das mulheres que a cada dia estão à frente de um número maior de famílias. Ela destacou que a Câmara tem atuado em busca de garantir os direitos das mães e mulheres, apreciando e aprovando leis que tem essa garantia como objetivo. “Lutaremos juntas para que as mulheres mães possam criar seus filhos com dignidade”, disse ela.

Para a vereadora Viviane Sampaio (PT), a tarefa de mãe perpassa bem mais que as formalidades e os inúmeros papéis que estas mulheres assumem. “Ser mãe é juntar todas as profissões em uma só: ser médico, enfermeira, psicóloga, atleta (para brincar com seus filhos), ser professora, cantora, poeta”, disse.

Ela ressaltou a sua homenagem a Adriana Chaves, mãe de Arthur Filipe, que nasceu com uma doença metabólica, estendendo sua homenagem a todas as mães de filhos com doenças raras. “Doenças essas que são invisíveis aos olhos do poder público”, pontuou. “No seu dia a dia, Adriana foi aprendendo a conviver com a restrições alimentares do seu filho, inventando receitas. Hoje, ela é autora do livro Mamãe, eu Posso Isso? feito para explicar aos colegas de escola de Arthur essa diferença na forma dele se alimentar”, contou. “Que ela seja a representante dessas mães que lutam diariamente pela melhoria da qualidade de vida dos seus filhos”, completou.

A atleta, mãe e microempresária Suzi Ruas disse que é difícil conciliar todas as atividades que envolvem a sua vida profissional, pessoal e esportiva. “É difícil, mas não é impossível. Você tem que ter garra, tem que ter fé”, apontou ela, apontando algumas das dificuldades que enfrenta em seu dia a dia. Suzy lamentou que às vezes falte apoio do poder público, mas agradeceu os apoios que recebe para seguir competindo e representando Vitória da Conquista em competições por todo o Brasil. “Eu tenho a força de correr atrás, de lutar. Eu não desisto. Eu sou muito ousada”, disse ela. “Deus me deu a força e eu estou conseguindo fazer tudo”, concluiu.

Vitória Aparecida Rezende, representante da ACAEPA – Associação Conquistense para Atendimento Especializada a Pessoa Autista, falou sobre as bênçãos e desafios de ser mãe de uma criança especial. Ela iniciou seu discurso com a leitura de um texto que ilustra como Deus escolheu as mães para receber filhos autistas, exaltando as forças e qualidades destas. “Se ser mãe é um amor incondicional, ser mãe de uma criança especial é mais ainda”, comentou Vitória.

Ela contou também um pouco da sua trajetória, e as dificuldades enfrentadas. “Conheci a maldade humana e o preconceito. Mas fiz disso estimulo para partir pela luta da inclusão social. Para que meu filho tenha uma vida melhor”, contou. “É desumano a falta de sensibilidade do poder público aos autista”, pontuou. Fundadora da ACAEPA, ela conta também que apenas após a criação da associação que o seu filho pode ter um atendimento melhor. “E agora eu tenho 34 filhos. A ACAEPA atende hoje, cerca de 34 crianças autistas. Juntei as mães e estamos na luta”, afirmou. Ela informa que a Associação ainda não tem sede própria, e que ela abriu as portas da sua casa para que as crianças pudessem ser atendidas.

Vereadores falam sobre a importância das mães 

O vereador Luís Carlos Dudé (PTB) defendeu que a religião é o caminho para reduzir o alto índice de violência que atinge principalmente a juventude em Vitória da Conquista. “Nós precisamos ter mais templos do que presídios. A mãe, quando pega a mão do seu filho para ir ao templo leva a criança para o caminho do bem”, apontou o parlamentar. “Quantas mães sofrem, ao longo da nossa história, da nossa caminhada. Ligamos a TV e a manchete diz: mais um jovem, um adolescente que teve a sua vida ceifada”, disse o vereador. “Será que é essa a comemoração que nós queremos para as nossas mães?”, questionou Dudé, que concluiu voltando a defender mais templos religiosos para resolver o problema: “Precisamos sim de mais templos religiosos”.

Em nome da bancada de oposição, o vereador Valdemir Dias (PT), parabenizou todas as mães pelo “dom da vida”. “Isso é um dom: gerar filhos, criar para a vida. Essa é a grande missão para cada mãe”, disse. Ele destaca que a função das mães e também dos pais é fazer que seus filhos sejam bem-sucedidos. “Criar para que eles sejam felizes. Ser feliz é ser bem-sucedido”, afirmou.  Ao final, o vereador ainda dedicou um abraço para todas as mães de Conquista.

 

O vereador Sidney Oliveira (PRB) destacou a função dos parlamentares de atuar em defesa da população, buscando, inclusive, encontrar formas de reduzir os índices de violência. “Como parlamentar, nós precisamos criar projeto, várias formas de minimizar a violência”, disse o vereador.

Ele apontou também que é importante buscar em Deus refúgio nesse momento em que a juventude tem sido vitimada pela violência em todo o país. Sidney citou duas passagens bíblicas que apontam caminhos para educar os jovens para viverem uma vida melhor:

Provérbios 1, 8: “Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe”;

Êxodo 20, 12: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”.

Antes de concluir o seu pronunciamento, o vereador desejou que Deus abençõe as mães e abra o entendimento dos filhos. “Que Deus possa abençoar a todas as mamães e abrir o entendimento dos filhos para que possam ouvir os ensinamentos do pai e principalmente da mãe”, disse ele.

Para Danillo Kiribamba (PCdoB), também representando a bancada de oposição, a definição de mãe é, ao mesmo tempo, simples e complexa. “O consolo que temos com as nossas mães, não encontramos com ninguém”, disse. O vereador trouxe também a reflexão sobre a violência em Vitória da Conquista, “que vem fazendo com que várias mães chorem por seus filhos”. Todo dia, na nossa cidade, um jovem ou criança é assassinado pela própria sociedade”, pontuou. “Precisamos, enquanto poder público, estar produzindo projetos, mais dialogo, para que possa salvar as crianças da cidade”, reforçou. Na oportunidade, ele parabenizou a sua avó, “grande matriarca da família Rocha que deu todo os seus ensinamentos para a nossa família”, afirmou.



Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.