Prisão de Lula tem repercussão na ALBA- Zé Raimundo protesta e registra denuncias de governadores e juízes

Prisão de Lula tem repercussão na ALBA- Zé Raimundo protesta e registra denuncias de governadores e juízes
09 julho 22:12 2018 Imprimir

Ao protestar contra o imbróglio judicial ocorrido no último domingo (8), que acabou mantendo o ex-presidente Lula como “preso político”, o deputado Zé Raimundo pediu registro nos anais da Assembleia Legislativa da Bahia  da íntegra da  carta dos governadores do Nordeste e dos estados de Minas Gerais e Acre, que repudia a manutenção da prisão de Lula e denuncia a perseguição política evidenciada nas manobras judiciais .“Lula, como todos os brasileiros, não pode ser beneficiado por privilégios ilegais. Mas também não pode ser perseguido, como evidentemente tem sido”, conclui o documento destacado por Zé Raimundo.

Também a nota oficial da Associação Juízes para a Democracia (AJD), foi registrada nos anais da ALBA, a pedido de Zé Raimundo, para servir como fonte de pesquisa para futuros historiadores interessados em analisar esse momento “crítico e vergonhoso da justiça brasileira”. O texto trata da  disputa judicial no Tribunal Regional Federal da 4ª Região que ocorreu neste domingo, caracterizando-se como um verdadeiro conluio para impedir a efetivação da decisão de libertar Lula, sentenciada pelo desembargador Rogério Favreto.

 O documento  da AJD  sai em defesa da independência funcional de Rogério Favreto  e defende: “a garantia da independência judicial é um dos pilares do próprio Estado Democrático de Direito e deve ser praticada por todos os cidadãos, inclusive pelos integrantes do próprio Poder Judiciário. Incabível, assim, que magistrados de instâncias inferiores ou de mesma instância profiram contraordens à decisão de segundo grau, analisando a validade ou não dessa, especialmente no curso do período de férias e não estando nem sequer na escala de plantão”.

Fonte: Joana D’arck – Assessoria deputados Zé Raimundo e Waldenor



Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.