WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Geral

Guajeru recebe Unidade Móvel para o Rastreamento do Câncer de Mama

O Prefeito Gil Rocha esteve na unidade, acompanhado pela primeira-dama Marta Rocha
O Prefeito Gil Rocha esteve na unidade, acompanhado pela primeira-dama Marta Rocha; pela secretária Érica Leal e pela coordenadora Ediene Coutinho

Por Lílian Symaia – Entre os dias 10 e 13 de setembro, o município de Guajeru recebeu a unidade móvel para mutirão de rastreamento do câncer de mama, programa da Secretaria da Saúde do Estado
(SESAB), executado em parceria com a Prefeitura Municipal, que ofertou ações de prevenção, e diagnóstico do câncer de mama. Foram beneficiadas cerca de 500 mulheres entre 50 e 69 anos. O Prefeito Gil Rocha, que visitou a unidade móvel, acompanhado pela primeira-prefeito e equipedama Marta Rocha e pela Coordenadora Interina de Atenção Básica Ediene Coutinho, disse que a equipe da saúde preparou um ambiente agradável a fim de receber as mulheres da melhor maneira possível, reforçando a importância do autoexame e de outros exames periódicos como a mamografia. “O nosso governo, através da secretaria de saúde, busca a qualidade de vida e atenção especial as mulheres que precisam também ser bem cuidadas, desde a gestação até a Melhor Idade. Possibilitar a vinda dessa unidade móvel, foi extremamente importante e demonstra o quanto nossa gestão quer garantir uma melhor saúde para todos”.
Durante o evento, foram realizadas cerca de 500 mamografias. Além do exame, também foram realizados outros serviços como Massoterapia, Tipagem Sanguínea, Teste Rápido de HIV e Sífilis, verificação de Pressão Arterial e 41748642_2066039663416277_8996087731964608512_nGlicemia Capilar e orientações Nutricionais, Psicológicas e de Saúde Bucal.
A avaliação da Secretária Municipal de Saúde, Érica Leal Cangussu, foi bastante positiva. “Conseguimos fazer de fato uma busca ativa dessas mulheres nesta faixa etária, entre 50 e 69 anos, e orientar as mesmas quanto à importância da realização da mamografia. Dentre as que foram identificadas nessa busca ativa realizada pelas Unidades de Saúde da Família, conseguimos atender mais de 95% dessas mulheres”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar