WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Entretenimento

Bruna Marquezine fala sobre assédio: ‘Houve coisas que já me traumatizaram’

Bruna Marquezine disse que em set de gravações, onde a maioria dos profissionais são homens, ela já se sentiu assediada “mesmo sem perceber”, revelou a atriz em entrevista para a versão portuguesa da revista ‘GQ’. Na premiação “Men of the Year Awards”, Bruna foi eleita a “It girl” de 2018. Durante a entrevista, a atriz fala sobre machismo e como a relação com Neymar pode atrapalhar o trabalho artístico desenvolvido por ela.

“As mulheres têm aprendido a ser mais críticas e também mais intolerantes. E que bom. A partir do momento em que eu comecei a me consciencializar, não, eu não deixei mais que isso acontecesse. Mas antes sim, muitas vezes. Muitas vezes me senti desrespeitada, muitas vezes, no momento em que aconteceu, eu não percebi a gravidade daquilo que estava acontecendo, mas anos depois, já com entendimento, comecei a perceber quantas coisas eu tinha deixado passar. E o quanto essas coisas me feriram, sem que eu percebesse. Principalmente neste meio. Num set de gravação normalmente a maioria dos profissionais são homens, então eu já me senti muitas vezes assediada sem perceber. Houve coisas que já me traumatizaram e hoje eu sei que era assédio”, revelou Bruna à publicação portuguesa.

Sobre a relação com Neymar, que começou em 2013 entre idas e vindas, Bruna disse que o namoro midiático acaba atrapalhando seu trabalho como atriz:

você parar para pensar, do ponto de vista artístico, um namoro tão mediático só atrapalha. Para críticos de arte, um namoro com tanta exposição não é visto com bons olhos. E o que eu prezo é a arte. Mas eu jamais deixaria de viver algo, e não falo apenas de um relacionamento, eu jamais deixaria de fazer algo que quero, em que acredito, pensando somente na minha profissão”.

Bruna também falou para a publicação sobre falta de amor próprio e autoestima baixa, ela disse que tenta ser um exemplo ao falar que o corpo feminino não tem que servir para agradar homens. Além disso, a atriz cita que possessividade e ciúmes em uma relação são tóxicos:

“Eu entendo porque eu já achei que ciúme era uma forma de demonstrar carinho e amor. Eu já achei que ter um parceiro que controlava um pouco o que eu vestia era uma forma de mostrar que ele estava com medo de me perder e isso era amor. Mas por experiência própria, eu vi o quanto isso era tóxico. O quanto isso nos vai limitando e distanciando da nossa essência. Eu falo muito disso, do quanto a gente precisa se aproximar da essência. Sempre”.

Após a repercussão da entrevista, um fã clube do ex-casal publicou uma imagem dizendo que estava decepcionada com Neymar por ele “ser controlador” e acrescentou que “reclamar da roupa é demais”. Bruna logo comentou a publicação e disse: “Ele nunca fez isso. Não me relacionei apenas com ele na minha vida”.

Fonte: IBahia

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar