WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Geral

Conquista: Delegada Iara Gardênia destaca a importância da medida protetiva de urgência para mulheres vítimas de violência

Por Luciene Costa – Há cinco anos à frente da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher em Vitória da Conquista, a Delegada Iara Gardênia Rocha Fernandes Louzada, tem acompanhado diversos casos de violência à mulher. “Como delegada, trabalho com a mulher que chega na DEAM humilhada, ultrajada, agredida psicologicamente, fisicamente, moralmente, sexualmente e patrimonialmente. Por isso não fico presa apenas ao trabalho técnico de investigar, prender o agressor ou encaminhar pra Justiça representações. Tento sempre ir mais além. Atendo a mulher e faço com que ela creia que ela é forte que nós somos capazes de mudar os nossos destinos, que somos capazes de escrever a nossa própria história e que aquela mulher que ali chegou ela pode mudar completamente o destino dela”. Na oportunidade, Dra. Iara Gardênia destacou a importância de uma ferramenta que agregou de forma significativa o seu trabalho. Trata-se da implantação da medida protetiva de urgência prevista na Lei Maria da Penha. “Conseguimos um avanço muito grande com a implantação do artigo 24 A da Lei 11.340/2006, que trata a respeito desta medida protetiva de urgência. A gente podia fazer muito pouco.  A gente investigava o crime e quando não era um flagrante a gente representava pela prisão do agressor. Com a implantação desse artigo, que é o descumprimento da medida protetiva de urgência, a mulher requer a medida, nós encaminhamos para a juíza da Vara Especializada e a partir da medida protetiva de urgência concedida à mulher podemos prender o agressor em flagrante se ele descumprir essa medida. Esse agressor sai de casa, fica proibido de se aproximar da mulher, fica impedido de se comunicar com a mulher. Então podemos salvar muitas vidas e podemos dar tranquilidade e bem-estar à mulher. A gente pode requerer a medida protetiva de urgência e ela pode ir mais além: ela pode debelar essa violência afastando do lar, constituindo uma nova vida, casando-se novamente, trabalhando se sentindo mais útil”.

Segundo a Delegada, infelizmente a reincidência desses tipos de caso ainda é grande. “O machismo está arraigado na nossa cultura e infelizmente é preciso de um processo de educação, é preciso que o homem seja inserido em programas que o façam ter consciência do erro e ele não mais vim a cometer”.

Homenagem

A Delegada Iara Gardênia Rocha Fernandes Louzada foi uma das homenageadas com o Diploma Mulher-Cidadã Loreta Valadares, reconhecimento feito pela Câmara de Vereadores a mulheres que se destacam na defesa dos direitos da mulher em Vitória da Conquista. A sessão solene foi realizada na última quarta-feira, 13. “É um prazer inenarrável porque receber o Prêmio Loreta Valadares não é para qualquer mulher, visto que ela foi uma mulher que lutou heroicamente pelos direitos da mulher. Ela lutou de forma aguerrida pelos direitos que hoje são conquistados”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar