WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
DestaquesGeral

Conquista: Prefeitura capacita produtores sobre plantio intensivo de palma

Teve início, nesta terça-feira (16), o Circuito de Seminários sobre técnicas do cultivo intensivo da palma. Reunidos na Escola Municipal Eurípedes Peri Rosa, produtores da região de Bate-pé tiveram acesso ao primeiro encontro da programação. O evento é uma iniciativa da Prefeitura de Vitória da Conquista, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Além de ter acesso à distribuição gratuita de mudas de palmas, realizada pelo Governo Municipal por meio do projeto Palmas para Conquista, os produtores também estão sendo capacitados sobre as formas mais eficazes de realizar o seu plantio. “A expectativa é que a gente vá aprender mais, ter mais conhecimento de como plantar, como cuidar da palma e também como a gente pode utilizar a palma, quantas utilidade tem a palma”, afirma Maria Ildete Santana, produtora da região.

Maria Ildete, produtora da região, aprova a iniciativa

“É uma oportunidade agora de que essas regiões mais secas venham a ser beneficiadas com a palma forrageira”, justifica o prefeito Herzem Gusmão, sobre a importância das ações desenvolvidas na área. Ele também dá mais detalhes do projeto Palmas para Conquista: “Uma fazenda que é praticamente um grande canteiro de palmas, de quase 20 hectares, já com uma grande produção. Envolvemos os apenados nessa grande produção e, portanto, já estamos colhendo esses frutos e vamos espalhar pela nossa região.”

Todos esses pontos foram abordados durante o evento. Para isso, foi convidado o agrônomo Paulo Suassuna, um dos principais especialistas no cultivo de palma do Brasil. Ele conduziu a palestra “Tecnologias do cultivo intensivo da palma – como produzir em períodos de estiagem”. A proposta é apresentar ao produtor um novo processo de produção da palma, que vai lhe permitir potencializar o seu resultado.

“Ele precisa concluir que o sistema de produção que atualmente ele usa na sua propriedade é arcaico, é obsoleto. E que, na mesma propriedade, com o mesmo solo, o mesmo ambiente e a mesma planta, basta que ele mude o sistema de produção, e ele vai obter um rendimento de 10 a 12 vezes maior”, explica o agrônomo.

O agrônomo Paulo Suassuna ministra palestra sobre tecnologias do cultivo intensivo da palma

Durante a capacitação, os produtores tiveram a oportunidade de conhecer o histórico da introdução da palma no Brasil, as suas diversas utilidades – especialmente para forragem, que é o mais usual na região – e como se defender da praga cochonilha silvestre. Em um momento prático, também foi possível acompanhar o passo a passo técnico do sistema tecnológico de cultivo intensivo, desde a escolha da semente ideal até a colheita.

Além disso, Paulo Suassuna avalia os resultados das ações da Prefeitura de enfrentamento da seca junto ao produtor rural: “O que mais me deixa satisfeito é que a gente começou esse trabalho aqui em 2017, e a gente já passa a perceber, no campo, muitas diferenças de produção. O pessoal já aceitando esse modelo tecnológico de produção, sobretudo com essa iniciativa da Prefeitura de fazer o projeto Palmas para Conquista, isso aí é ouro na vida da gente.”

Os produtores locais concordam. “A plantação da palma é um projeto muito bom, não só para Bate-pé, como toda zona rural. É um trabalho prestativo, porque o homem do campo precisa ter essa ração habituada à seca. Para o produtor aqui, a palma ajuda muito. Esse projeto que vem da Prefeitura está de parabéns, o pessoal está aplaudindo muito”, comenta José Carlos dos Santos.

O gerente ajunto do Sebrae, Lívio Monza, conta que a iniciativa chamou a atenção da instituição, que entrou com a parceria para realização do evento. Nesse sentido, ele fala sobre a importância da capacitação para o produtor: “Estamos dando a oportunidade para que ele possa fazer toda a diferença com relação ao processo de plantio da palma, e consequentemente poder fazer com que suas ações dentro de sua propriedade rural possam ser o mais lucrativas possível.”

Círculo de Seminários – O evento será realizado em mais dois locais até a próxima semana. No dia 18, a programação acontecerá no Centro Educacional Moisés Meira, em José Gonçalves. E no dia 24 de julho, será a vez dos produtores da região de Inhobim terem acesso à ação, que será sediada na Escola Municipal Paulo Setúbal.

Fonte: Ascom/PMVC

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar