WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Interesse Público

Conquista: Vereadores propõem reunião para discutir campanha salarial dos servidores municipais

Vereadores participaram da Audiência Pública que discutiu a campanha salarial dos servidores municipais de Vitória da Conquista, realizada na Casa do Povo na manhã da última quarta-feira, 13. Além dos proponentes da discussão, Valdemir Dias (PT) e Viviane Sampaio (PT), os vereadores Cícero Custódio (PSL), Fernando Jacaré (PT) e Coriolano Moraes (PT) também declararam apoio às categorias que se fizeram presentes.
A vereadora Viviane Sampaio (PT) presidiu a audiência e ressaltou a importância desse momento. Ela lembrou que todos precisam estar unidos para lutar pela valorização do servidor.  Agradeceu a presença de todos e colocou a Casa do Povo à disposição das classes para acompanhar as discussões acerca da campanha salarial.
Existe orçamento para o aumento dos servidores – O vereador Professor Cori (PT) foi o primeiro a fazer uso da tribuna e apresentar dados sobre o orçamento do governo municipal entre os anos de 2018 e 2019. Explicou que baseado nos dados do orçamento, “o governo só não dá o aumento ao servidor se não quiser”. Lembrou que quando secretário de educação foi convidado quatro vezes para participar das discussões salariais e que a valorização do servidor é uma luta permanente. “Falta técnico para fazer a folha do município, para discutir, olhar contracheque individualmente de cada servidor”, falou. Disse que ser secretário não é sentar na cadeira e alisar a cadeira. Não é status é trabalho. Cori lembrou de todos os atos realizados como secretário de educação do município, como reformas de escolas, valorização e planos de carreira para os professores e servidores da educação: “agora, nem a valorização do servidor da educação, que é lei, eles estão cumprindo”. E segundo ele, ou o orçamento está errado, ai não é culpa da Câmara, ou a arrecadação está sendo frustrada e não estão divulgando. “Enfrentei duas greves, tudo que fazíamos tinha um questionamento. Tá todo mundo calado, não tem discussão, não tem movimento. O silêncio dos bons me preocupa”, concluiu.
“Ele tem o servidor como inimigo” – O vereador Valdemir Dias (PT) disse que o Governo Herzem não valoriza os servidores municipais. “Total desvalorização que esse Governo tem com os servidores públicos. Ele tem o servidor como inimigo”, apontou Valdemir.
O vereador disse que o orçamento da Secretaria de educação tem crescido, mas os servidores não estão sendo favorecidos com esse crescimento. “Por que não repassam aos servidores ao menos a inflação?”, questionou. “Não é ideologia partidária, são dados técnicos”, disse o parlamentar, que já foi o chefe das pastas de Educação e de Administração.
De acordo com Valdemir, os servidores não estão recebendo aumento porque os recursos estão sendo canalizados para pagar as várias consultorias contratadas pelo Governo Herzem. “Nossos recursos estão sendo exportados principalmente para empresas de Salvador. Fizemos um levantamento no próprio site da Transparência”, alertou ele, ressaltando que a Prefeitura já gastou, durante a gestão de Herzem, mais de R$63 milhões em contratos sem licitação. “Estamos denunciando na Justiça. Não pode uma administração pública conceber uma situação dessa”, reclamou o edil.
O vereador Cícero Custódio (PSL) afirmou que a Casa é solidária à situação dos servidores e apoia a causa. Ele frisou que transita pela cidade para escutar as demandas da população e os relatos de dificuldades são muitos. “A indignação é total”, disse. Para ele, a Câmara precisa reagir energicamente a esse panorama.
Para Fernando Jacaré (PT) é preciso unir forças para conquistar os devidos direitos. “Contem com o apoio incondicional de todos os vereadores dessa casa”, afirmou. Jacaré contou que o objetivo dos parlamentares é chamar todos os líderes de bancadas para uma reunião, junto com a mesa diretora, para tentar solucionar o problema. “É inaceitável estarmos em agosto, discutindo campanha salarial. Isso é vergonhoso e falta de respeito com todos”. O vereador finalizou parabenizando todos os sindicatos e disse que “amanhã vamos convencer os vereadores que não vieram para apoiar os servidores e essa casa tem a obrigação moral de estar ao lado de todos”.
Fonte: Ascom/CMVC
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar