WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados camara vitoria da conquista
Interesse Público

Especialista defende o uso de drones por órgãos ambientais

Licenciamento ambiental, fiscalização, auxílio no combate a incêndios florestais e identificação de pragas em lavouras. Esses foram alguns exemplos da utilização de drones apresentados pelo Gerente de Informações Ambientais e Geoprocessamento do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, Diego Hemkemeirer, nesta quarta-feira (18), durante o Geopublica 2019.

O evento, promovido pela Comissão Estadual de Cartografia e Geoinformação do Estado da Bahia (Cecar) e pelo Grupo Temático de Informações Geoespaciais (Gtigeo), foi iniciado nesta terça -feira (17), em Salvador, com o apoio da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

De acordo com Hemkemeirer, nos locais de difícil acesso para os fiscais do órgão, a utilização da nova tecnologia garante que o trabalho seja feito de forma mais rápida, economizando assim o dinheiro público. “Em cerca de um minuto, num sobrevoo, é possível mapear uma área que, por terra, demoraria dias, e isso foi um grande ganho de efetividade e produtividade para os técnicos”, exemplificou.

Ainda segundo ele, situações como a invasão de construções no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, em Florianópolis, e um incêndio florestal na mesma área foram as mais recentes situações da utilização dos drones. “No primeiro caso, com a produção de vídeos, fotos e os mapeamentos são geradas provas que serão anexadas aos processos que serão remetidos ao Ministério Público, e, no segundo caso, os equipamentos ajudaram na identificação e na exata localização dos focos de incêndio”, explicou o gerente.

Fonte: Ascom

Foto: Mateus Pereira/GOVBA  

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar