WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados camara vitoria da conquista
Entretenimento

‘A Flica é uma alavanca para outras ações semelhantes no Estado’, diz Arany Santana

A Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) e o Governo da Bahia caminham juntos em prol da expansão e do desenvolvimento da literatura e da cultura no estado. Segundo a secretária de cultura, Arany Santana, o evento serve como uma alavanca para para outras ações semelhantes na Bahia.

A Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) é uma apresentação do Governo do Estado da Bahia, realização da Icontent e Cali, patrocínio da Coelba via Fazcultura e Governo do Estado, apoio institucional da Rede Bahia e apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeira.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FLICA 2019

“Antes da Flica, as principais ações existentes para o livro e leitura se concentravam, sobretudo, em Salvador, com exceções como a Flifs, em Feira de Santana, que está neste ano na 12ª edição. Para 2020, já temos previstas 25 grandes festas literárias espalhadas pelos territórios, passando por municípios como Ilhéus, Mucugê, Barreiras, Paulo Afonso e Caetité. Autores de relevância nacional e internacional visitaram regiões do estado que talvez, de outra forma, não tivessem sido alcançadas. Podemos afirmar que a Bahia se tornou referência para todo o Brasil, diante desta história que foi potencializada a partir de 2011 pela Flica”, pontuou a secretária.

Arany ressaltou ainda a importância do apoio do Governo da Bahia em eventos como a Flica. “É fundamental a parceria do Estado, tanto como patrocinador, quanto participando com ações promovidas por meio das secretarias e vinculadas incluídas nas programações. Para o estado, é uma forma de movimentar a economia, promover o desenvolvimento social e, sobretudo, fortalecer a cultura e educação”.

A Flica 2019 traz a mulher como destaque: desde a curadora à escritora homenageada pela edição. Segundo Arany, isso demonstra que este momento é importante para se dar à sociedade o recado de que as mulheres movimentam a cultura, a leitura, a educação, a política, o país como um todo.

“Se hoje ocupamos mais espaços de destaque, é porque lutamos durante muito tempo, assim como inúmeras antes de nós. Estamos preparando o terreno para que as novas gerações de meninas cresçam em condições mais igualitárias e de garantia de direitos, e se sintam capazes de participar efetivamente da construção política do país, sem perder de vista a realização de seus sonhos”, ressaltou.

Quanto à importância da Flica para a cidade de Cachoeira, onde o a festa é realizada, a secretária destacou a relevância histórica do município.

“Cachoeira sempre teve uma forte tradição cultural graças a suas grandes festas populares, o seu patrimônio histórico e as fortes influências das matrizes africanas. A Flica, além de por si só já ter se solidificado como mais um símbolo da cidade, atrai anualmente milhares de pessoas, que por consequência acabam também conhecendo outros aspectos da cultura local”, finalizou.

Fonte: IBahia

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar