WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados novo horizonte
Interesse Público

No dia da tradicional lavagem, fiéis agradecem ao Senhor do Bonfim e Oxalá: ‘Pai de todos’

A tradicional Lavagem do Senhor do Bonfim, que acontece em Salvador nesta quinta-feira (16), levou uma multidão para as ruas da Cidade Baixa. Teve gente que foi para agradecer, outras para fazerem pedidos e teve também gente de outros estados estreando no festejo.

O cortejo, que conduziu a imagem da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia até a Colina Sagrada, foi iniciado às 7h. Durante o trajeto, o G1 conversou com algumas pessoas que relataram os diversos motivos para participarem da festa. Confira:

Didielina, de 84 anos, com a neta, Letícia Helena — Foto: Phael Fernandes/G1Didielina, de 84 anos, com a neta, Letícia Helena — Foto: Phael Fernandes/G1

“Eu sou baiana, mas morava no Rio. Mas, sempre que dava, eu vinha para lavagem. É um dia especial para todo mundo. Estou aqui, mais uma vez, pela fé. Eu vinha sempre pela fé e também para agradecer. Agradecer pela saúde, paz. A saúde é tudo. É um dia muito especial. Está tudo lindo. Eu me emociono”, disse Didielina Souza, 84 anos, que estava acompanhada da neta, Letícia Helena.

Vera Lúcia Riccio, de 58 anos — Foto: Phael Fernandes/G1

“Esse é o terceiro ano que eu venho. Sempre saindo da Conceição da Praia. Eu moro na Ribeira. E este ano vim de lá andando. Eu vim agradecer porque são inúmeras bênçãos que eu recebo do Senhor do Bonfim. Também vim pedir paz”, disse Vera Lúcia Riccio, de 58 anos.

 

Nádia Santos — Foto: Phael Fernandes/G1

Eu sempre vim. É um dia muito especial. Vim agradecer e pedir que 2020 seja especial. E que Senhor do Bonfim nos entregue isso”, pede Nádia Santos, 55.

Babalorixá Pai André — Foto: Phael Fernandes/G1

“A importância de estar aqui é de muito axé. Muita prosperidade, paz. Senhor do Bonfim é pai de todos. E Oxalá que é o nosso pai, é de todos os orixás. Seguimos pedindo essa paz, saúde, prosperidade. E que Oxalá reine no coração de todos”, disse o Babalorixá Pai André.

Rosalina de Almeida, 69 anos, paulista — Foto: Phael Fernandes/G1

“Eu vim só para o Bonfim. Eu vim agradecer por tudo e pedir muita saúde. Essa é minha segunda vez na festa. Tem uns dois anos que participo. Da primeira vez eu amei. E, agora, resolvi voltar. Senhor do Bonfim é muito poderoso”, conta a paulista Rosalina de Almeida, de 69 anos.

Joana Damásio e Maria Vargens — Foto: Phael Fernandes/G1

“Sou do Rio de Janeiro. Como estava por aqui, vim ver como é. Eu venho à Bahia sempre, desde pequena. Eu nunca tinha vindo ao Bonfim. Eu não sou praticante de nenhuma religião, mas tem uma energia do povo reunido nisso aqui. Eu tinha muita curiosidade de conhecer”, conta Joana Damásio e Maria Vargens, filha dela.

Leninha da Silva, 50 anos — Foto: Phael Fernandes/G1

“Tem mais de 15 anos que eu participo. Eu confio muito em Senhor do Bonfim. É muita emoção. A gente tem esse privilégio de estar bem pertinho. Eu vim agradecer por tudo”, disse Leninha da Silva, de 50 anos.

Rozenilda Ramos dos Santos, 67 anos — Foto: Phael Fernandes/G1

“Todo ano eu estou aqui. Eu vim agradecer porque Senhor do Bonfim tem feito graças na minha vida. Aconteceram várias coisas. Eu fui atropelada, bati no retrovisor do ônibus e eu estava bem ruim. Eu acredito que foi Senhor do Bonfim que me ajudou. E ele me ajudou”, agradeceu Rozenilda Ramos dos Santos, de 67 anos.

Fonte: G1 Bahia

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar