WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados
Interesse Público

Conquista: Secretários rebatem críticas do Governo do Estado

A relação nada amistosa entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Vitória da Conquista não é surpresa para ninguém. Recentemente, o Governador Rui Costa, em seu programa oficial, voltou a criticar o Prefeito Herzem Gusmão por conta de sua postura em cobrar o repasse de uma verba federal. A fala do Governador foi endossada pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, que lamentou a atitude do Prefeito Herzem Gusmão em cobrar a transferência de R$ 2,00 por habitante, que representa cerca de R$ 700 mil para a Prefeitura para o combate ao coronavírus. Segundo Vilas-Boas, os recursos que vem sendo implementados pelo Governo do Estado tem sido um volume muito superior ao que ele está pedindo se referindo principalmente à contratação de UTI no Hospital de Clinica de Conquista e no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).

Nesta quinta-feira, 16, os secretários municipais de Saúde e Administração, respectivamente Alexsandro Nascimento Costa e Kairan Rocha Figueiredo, concederam entrevista, ao Programa Sudoeste Agora, onde criticaram, de forma incisa, a postura do Governo do Estado com Vitória da Conquista no combate ao coronavírus. “A gente não consegue efetivamente ver onde está o rio de dinheiro aqui que eles falam. Não chegou EPI, kits, para o município. Tivemos grandes dificuldades com reposição de material de coleta para exames e os leitos tão falados que efetivamente não estão à disposição da população. temos que usar outras unidades para internar nosso pacientes”, explicou o secretário de Saúde, Alexsandro Costa. Em relação aos gastos com os leitos de UTI do HCC no município, destacados pelo governador secretário estadual, Alex Costa questionou: “o HCC será exclusivamente para Conquista? A região ficara desassistida com seu leitos de UTI?”.

Sobre as ações da Prefeitura, o secretário Kairan Rocha Figueiredo, explicou que a primeira ação da Prefeitura contra o Estado pede a anulação da reunião e o que foi deliberado da CIB, às portas fechadas, que discutiu sobre a utilização dos recursos em questão e a outra é pedindo que os R$ 700 mil sejam repassados para o município. “Peço à população que leiam as portarias 395 e 480/2020 do Ministério da Saúde, que falam sobre esses recursos. “Inicialmente, Vitória da Conquista não questionou que o Estado não utilizasse os recursos. Mas, posteriormente, o Ministério da Saúde publicou a Portaria 480/2020 que estabelece a distribuição dos recursos. Peço ao governador e ao secretário parem de enganar a população. Sabemos que esses recursos não são para custear leitos de UTI. Esses recursos deveriam vim para Conquista para aliviar nossos gastos”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar