WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados
Geral

No Dia Mundial do Meio Ambiente, Vitória da Conquista tem muito a comemorar

5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. Nesta data, Vitória da Conquista tem muito o que comemorar. Nos últimos anos, a Prefeitura Municipal vem exercendo grande esforço no desenvolvimento de ações e estratégias de recuperação ambiental, preservação de recursos naturais, criação de áreas verdes e muitas outras frentes de trabalho. O resultado pode ser visto a olho nu por toda a cidade.

A Praça Barão do Rio Branco recebeu lindos jardins suspensos que vão dar mais beleza para a cidade

Um grande exemplo é a implantação de jardins, acompanhada pelos cuidados de paisagismo e manutenção. De 2017 para cá, esse serviço já foi realizado na Praça Vitor Brito, Praça Tancredo Neves, Praça Sá Barreto, Praça do Boneco, Praça dos Verdes, Avenida Olívia Flores, Lagoa das Bateias, Praça Santo Antônio,  Avenida Rosa Cruz, Praça da Normal, Praça Barão do Rio Branco e Praça do Gil.

A preocupação com áreas verdes é uma marca registrada do Governo. Conquista já recebeu mais de 10 mil novas árvores desde 2017, todas plantadas pela Prefeitura. A arborização urbana conta ainda com o serviço constante de podas, para manter a saúde dos arbustos e zelar pela segurança e conforto da população. Neste sentido, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) já chegou a realizar mais de 2 mil podas por ano, inclusive na zona rural.

E por falar em árvores, de 2018 para cá, o prefeito Herzem Gusmão já decretou o tombamento de 20 exemplares na cidade.  São espécies centenárias, de condição de porte em vias de extinção. A medida torna essas árvores imunes ao corte, replantio, remoção, poda abusiva ou qualquer prática danosa.

Destaque também para a atuação do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), que é uma referência em todo o estado. Somente no ano passado, o órgão recebeu 4.406 animais silvestres, com a missão de reabilitá-los e devolvê-los à natureza.

O Cetas é referência no cuidado de animais silvestres

O Município mantém ainda o Herbário do Sertão da Ressaca, voltado para a produção de mudas nativas, que são doadas para a comunidade ou utilizadas nos serviços de paisagismo. Já o Horto Florestal Vilma Dias, que é o habitat natural de grande diversidade de espécies da nossa fauna e flora, inclusive de exemplares em extinção, foi transformado em Área de Preservação Ambiental (APP) em 2017. Mais uma grande vitória da Prefeitura no campo da preservação.

A educação ambiental também sido foco de trabalho do Governo. Por meio do Museu de História Natural da Lagoa das Bateias, estudantes e membros da comunidade podem visitar o Parque das Bateias e conhecer animais taxidermizados nativos da região. Trabalho semelhante acontece na Reserva Ambiental do Poço Escuro, na Serra do Periperi, que recepciona visitas guiadas de estudantes locais. Além disso, o Módulo de Educação Ambiental leva diversas ações temáticas para escolas, creches e bairros.

A Secretaria de Meio Ambiente atua em parceira com o Corpo de Bombeiros para combater incêndios em áreas de preservação ambiental

No ano passado, Vitória da Conquista ganhou a Brigada de Incêndio do Meio Ambiente. Com brigadistas treinados pelo Corpo de Bombeiros, o órgão tem a proposta de atuar durante o período de incidências de queimadas (agosto a dezembro). Somente em 2019, a equipe trabalhou em mais de 40 focos de incêndio na cidade, evitando maiores prejuízos para o meio ambiente.

No Dia Mundial do Meio Ambiente, a secretária Ana Cláudia Passos lembra a relevância da contribuição de cada cidadão para manter a saúde do meio ambiente: “É importante chamar a atenção da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais. Nós sabemos que são recursos esgotáveis e nós precisamos do meio ambiente, precisamos dos recursos naturais para sobreviver. Por isso, a participação da população na preservação é essencial”.

O Parque da Cidade vai ser um espaço de preservação ambiental e lazer

Parque da Cidade – Em termos de preservação ambiental, Vitória da Conquista deu um salto histórico com a criação do Parque da Cidade. O projeto tem como proposta primordial recuperar o Rio Verruga, que é o principal corpo hídrico da cidade. “É um rio que por décadas foi ignorado, poluído de forma violenta a ponto de quase se extinguir”, conta a secretária de Meio Ambiente, Ana Cláudia Passos.

O Parque também vai possibilitar a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica para o município, trazendo ainda um espaço de lazer e interação para os conquistenses.  “O Parque vai ser um benefício imenso para o meio ambiente, porque vamos preservar e recuperar o Rio Verruga, fazendo com que a comunidade usufrua do Rio como mais um bem do município”, acrescenta.

Fonte: Secom/PMVC

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar