WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados
Geral

PRF encerra segunda fase da Operação Tamoio e frustra ações criminosas nas rodovias federais da Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, na última sexta-feira (26), a segunda fase da Operação Tamoio, que teve como foco o enfrentamento à criminalidade nas rodovias federais de todo o país. A ação iniciou nas primeiras horas do dia 21 e contou com efetivo especializado e capacitado no combate ao tráfico de drogas, “atacando” a estrutura logística das organizações criminosas.

O combate à criminalidade faz parte da rotina PRF, desde as abordagens no serviço ordinário à operações temáticas nacionais e regionais. Ao apostar na estratégia de orientar o policiamento com informações de inteligência policial, a instituição vem acompanhando a crescente estatística de apreensões de drogas. Só este ano, mais de 300 toneladas de drogas foram tiradas de circulação.

Durante os seis dias de atividades foram apreendidos aproximadamente cem quilos de drogas (maconha, crack, haxixe) em ocorrências distintas em todo o estado. O cão farejador da PRF K9 Fridel também sinalizou presença de drogas durante abordagem a um ônibus de turismo. O flagrante aconteceu na última quinta-feira (25), em trecho de Feira de Santana (BA). Na bagagem do passageiro foi encontrada maconha, 146 unidades de ecstasy, 49 pontos de LSD, além de apetrechos utilizados no fabrico e manuseio de drogas.

As apreensões de anfetaminas alcançaram 266 unidades. Essas substâncias conhecidas por ‘rebite’ são utilizadas pelos motoristas para diminuir o sono e dirigir por mais tempo na estrada, conduta perigosa que pode ocasionar acidentes graves.

A PRF na Bahia recuperou 16 veículos roubados, furtados ou clonados. Outros 22 veículos adulterados foram apreendidos no período. Além disso, foram apreendidas 18 munições.

A quantidade de pessoas presas alcançou 63, por crimes como tráfico de drogas, contrabando, roubo, receptação de veículo, mandados de prisão em aberto, uso de documento falso. Os agentes federais apreenderam ainda 21.168 litros de bebidas de origem irregular.

Aliado ao emprego do serviço de inteligência, a instituição vem cada vez mais investindo em tecnologia, capacitação e integração com outros órgãos, o que tem conferido inovação e qualificação das ações que passaram ser mais assertivas, o que têm se mostrado um diferencial no enfrentamento ao tráfico de drogas dentro e fora das Brs. A ideia é enfraquecer a estrutura logística e financeira do crime organizado.

Fonte: Ascom PRF

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar