WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
adriana calcados
Interesse Público

Após carreata na Zona Oeste com Zé Raimundo, governador diz que a Suíça Baiana merece um governo de união, paz e diálogo

Reeleito governador da Bahia com 63,20% válidos dos eleitores de Vitória da Conquista nas eleições de 2018 e gestão aprovada por cerca de 81% dos conquistenses [A Tarde/Potencial], Rui Costa (PT) intensificou ainda mais sua participação na campanha do candidato a prefeito pelo PT, Zé Raimundo, e vice-prefeita Luciana Oliveira (PCdoB), que venceram o 1º turno do pleito municipal e lideram as pesquisas de intenções de votos na segunda etapa da corrida eleitoral.

O líder baiano retornou a Conquista, nesta segunda-feira (23), para participar de mais um ato político ao lado dos prefeituráveis. Na última sexta (20), Rui já tinha participado de diversas atividades de campanha na “Suíça Baiana”, como fez questão de observar durante discurso em um dos eventos que contou com a presença de diversas lideranças políticas e partidárias locais e estaduais na ampla coalização formada após os resultados da primeira etapa da disputa pela prefeitura da terceira maior cidade do estado.

Em entrevista após participar de uma carreata na Zona Oeste da cidade, o governador defendeu “a união de homens e mulheres de bem” para tirar o Brasil da atual situação que se encontra.

“Ódio e violência não levam nem o país e nem Vitória da Conquista a lugar nenhum. Infelizmente, a atual gestão tenta copiar, mas o povo de Conquista não quer seguir esse caminho e está deixando claro nas ruas que quer união, paz, entendimento, diálogo com o governo do Estado, com o setor produtivo e eu estou assumindo esse compromisso. Guerra e disputa só levam a sofrimento e prejuízo de todos. Diálogo, paz e trabalho é o que gera riqueza e renda, e é isso que nós queremos para Vitória da Conquista”, afirmou Rui.

Para o segundo turno das eleições, Zé Raimundo passou a contar em sua chapa com apoio de 14 partidos, a maioria após uma forte articulação do governador: PSD, PP, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, PL, PTC, Avante, Podemos, Pros, Cidadania, Solidariedade e Rede Sustentabilidade. Do leque de legendas aliadas, o petista já conta com 11 dos 21 vereadores eleitos para a próxima legislatura.

 

Fonte: Ascom

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar