WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
facilit adriana calcados
Interesse Público

Ato em defesa da Democracia e do SUS é realizado em Vitória da Conquista

Por Indhira Almeida
O deputado Zé Raimundo esteve ao lado do prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, num ato em defesa da democracia e do SUS realizado na última sexta-feira (17) no município, no auditório da Universidade Federal da Bahia.
O ato contou com a presença do deputado federal Jorge Solla, que tem viajado pelo estado em mobilizações como esta e é grande defensor da pauta na Câmara dos Deputados. Participaram ainda médicos, profissionais da área da saúde e estudantes.
O principal ponto de pauta discutido foram as propostas do governo interino que afetam profundamente o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS), que acabando com princípios universais fundadores dosistema. Pauta que ganhou repercussão no Congresso Nacional e destaque nas propostas para a economia.
O deputado Jorge Solla destacou que o investimento de recusos no SUS pôde ser observado desde o início do governo Lula em 2003: “Nós tivemos um aumento real de 60% no financiamento do Sistema Único de Saúde, isso acima da inflação. Isso significa em 12 anos um aumento de mais de 350% da capacidade de alocação de recursos para a saúde”.
Solla ressaltou ainda avanços que mudaram a qualidade de vida de muitos brasileiros: “Nós estamos falando de um sistema de saúde que ao contrário do que muitos ainda acham, não é medicina de pobre pra pobre. Nós estamos falando de um sistema de saúde que é responsável por mais de 90% de todos os serviços de saúde no Brasil de alto custo e alta complexidade. Mais de 90% das cirurgias cardíacas, no tratamento de câncer, 95% dos transplantes, 97% na hemodiálise, 99% dos medicamentos de alto custo são distribuídos gratuitamente, apenas 1% dos pacientes que usam medicamentos de alto custo no Brasil fazem aquisição direta”, explicou.
O deputado Zé Raimundo relembrou a trajetória da construção do Sistema Único de Saúde, considerado um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo. E destacou que no momento de crise de representatividade e de democracia é preciso mobilização de todos na defesa dos direitos sociais.
A mobilização nacional continua. A 2ª Marcha em Defesa do SUS está marcada para ocorrer no dia 06 de julho em Brasília e contará com a participação de diversos movimentos sociais e profissionais de saúde de diversas áreas. A proposta é que a Marcha saia da Catedral Metropolitana de Brasília e siga até a frente do Congresso Nacional, reivindicando saúde pública gratuita e de qualidade para todos.
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar